Sem categoria

Volta do Mundo – Bambas (VMB) recebe placa Reviver Cultural das mãos do prefeito Eduardo Paes para a Casa de Cultura no Centro do Rio de Janeiro

Em um divisor de águas na história da capoeira, o Volta do Mundo – Bambas (VMB) celebra a conquista da placa Reviver Cultural, entregue em mãos pelo prefeito do Rio de Janeiro , Eduardo Paes, em reconhecimento ao projeto Casa de Cultura VMB. O certificado, recebido pelo diretor-executivo Saverio Scarpati e pela diretora de operações Simone Torres, representa o compromisso do VMB com a tradição e a cultura no universo da capoeira e com a revitalização do Centro do Rio de Janeiro.

O Reviver Cultural é uma iniciativa que visa ocupar imóveis ociosos no Centro, transformando-os em espaços artístico-culturais. A Casa de Cultura VMB, localizada no coração da cidade, se tornará um ponto de referência para diversas atividades culturais, ancoradas pela capoeira, e contribuirá para a democratização e a sustentabilidade cultural na região.

O que esperar na Casa de Cultura VMB:
Será um espaço multifuncional, oferecendo uma variedade de atividades para a comunidade. Entre as atrações planejadas, destacam-se feira literária, feira gastronômica, sarau, aulas de capoeira, oficinas de capacitação profissional, exposições culturais, aulas de percussão e música. A inauguração está agendada para o dia 1º de março, às 17h, com a presença do prefeito Eduardo Paes, seguida por uma roda de samba com o grupo Papo de Quintal.

A Casa de Cultura VMB como opção turística:
Além de sua importância cultural, a Casa de Cultura VMB também se tornará uma opção turística no Centro do Rio de Janeiro. Com a proposta de promover a diversidade cultural e celebrar a rica herança afro-brasileira, a Casa de Cultura VMB será um destino imperdível para visitantes que desejam mergulhar na autenticidade cultural da cidade.

A Marca VMB:
O VMB, conhecido por seus eventos esportivos de destaque, atraiu a atenção dos amantes da luta em dois momentos épicos recentes. Em julho, o VMB50K reuniu impressionantes 1,3 mil pessoas no Morro da Urca. Em janeiro, a Arena 1 do Parque Olímpico foi palco de um aguardado desafio entre o atual campeão, Erick Maia, e Marco Aurélio Barrãozinho, atraindo quase 3 mil espectadores. E agora expande o compromisso com as demais áreas ligadas ao esporte.

A Conquista da Casa de Cultura:
Simone Torres, diretora de operações do VMB, destaca a importância da Casa de Cultura VMB:

“Será um espaço de pertencimento afro, ancorado pela capoeira, que fomentará a cultura de forma democrática, acessível, inclusiva e sustentável”.

Saverio Scarpati, diretor-executivo, vai além: “O VMB já era reconhecido como o maior evento do mundo. Agora, nossas atividades estarão voltadas também para as tradições culturais e sociais. O capoeirista pode ter certeza que o VMB está olhando para ele em todos os sentidos”.

A Casa de Cultura VMB representa não apenas um marco na trajetória do VMB, mas também um passo significativo na revitalização cultural do Centro do Rio de Janeiro. A iniciativa reforça o compromisso do VMB em contribuir para a diversidade cultural da cidade e proporcionar oportunidades enriquecedoras para a comunidade local. A expectativa é de que a Casa de Cultura VMB se torne um ponto de convergência para a expressão artística e cultural, promovendo a inclusão e a celebração da rica herança afro-brasileira.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo