Notícias

HEL Ecossistema planeja faturar R$100 milhões em 2024

O HEL Ecossistema (Hotéis, Eventos e Lazer), que está há 18 anos atuando na área de eventos, turismo e lazer, está fechando o ano de 2023 com expectativa de um faturamento histórico de R$70 milhões em 2023 e planeja faturar R$100 milhões em 2024, um aumento de 30%

As conquistas de novos clientes ao longo do ano e a consolidação do metaverso como ferramenta de trabalho confirmam essas expectativas. Além disso, houve uma reformulação na identidade visual da empresa.

Em 2003, o CEO do HEL Ecossistema, Fabrício Granito, saiu de Teresópolis, cidade onde iniciou sua carreira em hotelaria de luxo, e foi para o Rio de Janeiro , onde começou trabalhando no Roteiros de Charme.

Vinte anos depois, sua empresa deve fechar 2023 com cerca de 300 eventos organizados, sendo de pequeno, médio ou grande porte, ações de marketing para empresas, jantares, festas, convenções e congressos.

Para o ano que vem, 30 eventos já estão agendados para o primeiro trimestre e a expectativa é de realizar 400 eventos, podendo ser o recorde, tanto em número de eventos, quanto em faturamento.

Hel
Com faturamento de R$70 milhões em 2023, empresa de eventos e lazer é pioneira no metaverso.

Segundo Fabrício, os eventos mais organizados este ano foram premiações, festas de fim de ano, convenções, lançamentos de produtos e treinamento.

“Além desses, o HEL entregou dois grandes congressos da área médica, além de se consolidar como uma grande empresa de  design e montagem de estandes para feiras e congressos”, afirma.

“Nosso grande diferencial é entregar um evento completo, todo pensado em estrutura, sendo um único fornecedor para todo o evento. Além de fazer o planejamento estratégico do evento, mensuramos resultados para os nossos clientes e eles têm uma visão ampla para investimentos nos próximos eventos e ações da empresa, focando no cliente, ou no colaborador”, explica.

Fabrício diz que a mudança na identidade visual da empresa foi para se modernizar

“Hoje estamos mais modernos, tecnológicos, já trabalhando com inteligência artificial, e tivemos que trazer uma nova marca e uma maneira de se conectar melhor com as gerações X, Y e Z, que daqui a 5 anos vão estar em posições de lideranças no mercado corporativo. Iniciamos um amplo estudo de rebranding ao vislumbrarmos as novas tendências tecnológicas e novas ferramentas que o setor vinha absorvendo. Nosso objetivo é a busca pela liderança na inovação, ocupando uma fatia maior nesse setor tão competitivo”

Com isso, foi lançado o HEL Ecossistema transformando e unificando o negócio em um único lugar. Foi lançada também uma plataforma de metaverso, com os escritórios gamificados, on-line, onde colaboradores, clientes e fornecedores se conectam para fazer reuniões e decidir os projetos, transformando a experiência do trabalho.

“Depois da pandemia, nenhum colaborador nosso queria voltar para o presencial. Acatamos o desejo deles e hoje eles podem trabalhar e organizar melhor a vida, além de podermos contratar pessoas do Brasil todo, e não só de lugares onde os escritórios ficavam localizados”.

Com a criação de novos pilares de atuação, o HEL se transformou em um ecossistema que gerou a nova marca. Com o passar dos anos, os eventos organizados pelo HEL Ecossistema se tornaram verdadeiras experiências para os clientes, o que se tornou um grande diferencial no mercado.

“Nossa obsessão é a busca por experiências sensoriais e sustentáveis que se tornem memoráveis aos olhos dos nossos clientes. Criar eventos fora da caixa, que sejam diferentes e provoquem os sentidos de quem participa, procurando engajá-los também”, explica Fabrício.

Para conquistar ainda mais clientes, o HEL tem promovido eventos em que representantes de empresas visitam hoteis e vivem experiências. Assim, o HEL consege conectar parceiros, hotéis e cliente final, proporcionando uma verdadeira experiência dentro do próprio hotel, e os clientes podem avaliar a estrutura full time. Assim fica mais fácil decidir pelo hotel certo para seu evento.

“Essas experiências, com palestras e dinâmicas, acabam conectando as pessoas ao local e no final consegue trazer resultados incríveis para suas empresas”, diz Fabrício.

Para 2024, o HEL pretende fazer a grande revolução dos eventos normais para eventos sustentáveis. Além disso, vem aí a revista Corporate 2024, com mais de 50 fornecedores de eventos, mas com uma pegada sustentável e de ESG.

“Assim, vamos reforçar nosso projeto inicial, lançado na pandemia, de eventos sustentáveis, onde já temos um programa funcionando para orientar as gestoras de eventos a fazer eventos mais sustentáveis”, explica Fabrício.

Mais informações sobre o HEL Ecossistema em http://www.helecossistema.com.br, ou no Instagram, @helecossistema.


Portal Utilità

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo