Eventos

Espetáculo “Geografia Popular do Rio de Janeiro” estreia dia 1/4

Espetáculo “Geografia Popular do Rio de Janeiro , uma viagem pelo coração do cidadão carioca” estreia dia 1º de abril fazendo uma homenagem aos mais importantes cartões postais do país: a cidade e o cidadão carioca

Com direção de Amir Haddad e encenação do Grupo Tá Na Rua, peça terá sessões nos bairros de Anchieta, Realengo e Maré

O Grupo Tá Na Rua apresenta, nos dias 1º e 22 de abril, às 16h e 13 de maio, às 11h, respectivamente na Lona Cultural Carlos Zéfiro (Anchieta), na Areninha Carioca Gilberto Gil (Realengo) e na Lona Cultural Herbert Vianna (Maré), a peça “Geografia Popular do Rio de Janeiro – uma viagem pelo coração do cidadão carioca”, com sessões gratuitas. Ancorados no conceito de arte pública, o coletivo criado em 1980 pelo teatrólogo, diretor e professor de teatro Amir Haddad, se inspira neste espetáculo no trem, que é um dos mais democráticos e importantes meios de transporte da cidade.

A história do trem se confunde com a história do Rio, já que é fato que as estações, depois de criadas, deram origem a vários bairros ao longo da estrada de ferro. Neste trabalho, cada estação vira uma menção ao povo, seu jeito de viver e se relacionar em sociedade.

“No nosso trem as estações têm nomes fictícios, que retratam o jeito de ser do povo carioca, como por exemplo “Estação Pagode”, “Estação Favela” e “Estação Memória”. O Tá Na Rua faz um embarque que passeia pela Geografia Popular do Rio de Janeiro. É uma homenagem aos mais importantes cartões postais do país: a cidade e o cidadão carioca”, conta Amir Haddad, que assina a direção do projeto.

“Geografia Popular do Rio de Janeiro – uma viagem pelo coração do cidadão carioca” é um espetáculo de arte pública, pois fala do jeito de ser do povo carioca, do contato com esse espectador que se relaciona diretamente com o ator nas ruas e praças da cidade. Como sente, como vive, como trabalha e como se diverte.

“Nosso trem conta a história do Rio de Janeiro de forma quase didática. A intenção é democratizar e descentralizar a possibilidade de diversidade e expressão livre do Rio de Janeiro. Assim, conversar com o povo sobre o seu direito a ser criativo, de desenvolver e conhecer a sua cidadania e fertilidade. É mais do que teatro, é um debate frente a frente com a realidade carioca. Isso não é um privilégio do artista, é um direito do ser humano”, destaca Haddad.

Há 43 anos o Grupo Tá Na Rua trabalha a ideia de que a cidade é, por si, teatral, dramática, e que o teatro está impregnado dessas possibilidades de expressão. Ideia que leva a companhia a procurar eliminar, o mais possível, a diferença entre cidadão e artista, e a criar espaços onde é possível a cidadania se manifestar artisticamente. Desta forma, todo artista é convidado a exercer e promover cidadania, bem como todo cidadão é convidado a exercer e desenvolver suas potencialidades criativas.

A peça conta com o patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura (SMC) e Programa de Fomento à Cultura Carioca (Foca) e tem no elenco os atores Máximo Cutrim, Renata Batista, Rozan, Evandro Castro, Daniel Ávila, Giovanna Cherly, Carol Eller, Luciana Pedroso, Maria Clara e Marcelo Evangelista.

Sobre o Grupo Tá Na Rua:

Criado em 1980 pelo teatrólogo, diretor e professor de teatro Amir Haddad, ao longo de seus 43 anos de atividade, o Grupo Tá Na Rua tornou-se a principal referência de criação, pesquisa e formação em teatro de rua no Brasil, sendo reconhecido internacionalmente por seu valor e pelo peso do seu saber. A qualidade do seu trabalho e de suas propostas o colocaram em lugar de destaque e importância no panorama cultural do Brasil.

O coletivo mantém a Escola Carioca do Espetáculo Brasileiro  em sua sede, no Centro Cultural Casa do Tá Na Rua , localizado num casarão histórico no bairro da Lapa, no Centro do Rio.

Serviço:

Geografia Popular do Rio de Janeiro – uma viagem pelo coração do cidadão carioca

Local: Lona Cultural Carlos Zéfiro – Estrada Marechal Alencastro, s/nº – Anchieta

Data: 1º de abril (sábado)

Horário: 16h

Local: Areninha Carioca Gilberto Gil – Avenida Marechal Fontenelle, 5000 – Realengo

Data: 22 abril (sábado)

Horário: 16h

Local: Lona da Maré Itinerante (ponto de partida do cortejo: final da feira da Rua Teixeira Ribeiro; local da apresentação: Rua Sargento Silva Nunes, 1012, em frente à sede da Redes da Maré)

Data: 13 de maio (sábado)

Horário: 11h

Informações: instagram.com/grupotanarua

Duração: 90 min

Gênero: teatro de rua

Classificação indicativa: Livre

Capacidade: 300 pessoas

Ingresso: Gratuito

Ficha técnica:

Direção: Amir Haddad

Coordenação: Maria Helena

Direção de Produção: Maria Inês Vale

Direção musical: Máximo Cutrim

Elenco: Máximo Cutrim, Renata Batista, Rozan, Evandro Castro, Daniel Ávila, Giovanna Cherly, Carol Eller, Luciana Pedroso, Maria Clara e Marcelo Evangelista.

Produção: Maria Helena, Rozan, Giovanna Cherly e Herculano

Assistente de produção: Erise Padilha

Figurino: Renata Batista

Mídias sociais: Evandro Castro e Máximo Cutrim

Assessoria de imprensa: Alex Teixeira

Design: Leandro Felgueiras

Vídeo: BERRO INC. e Fábio Pereira

Captação drone: Bruno Vidal

Fotografia: Marcos Batista e Mariana Pêgas




Fonte: Rioemfoco

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo