Dicas & Curiosidades

ator e roteirista Jamerson Andrade esclarece as diferenças entre as duas atuações

Humorista vs. Comediante: ator e roteirista Jamerson Andrade esclarece as diferenças entre as duas atuações

A comédia é um gênero textual, com origem na Grécia Antiga, cujo principal propósito é “acabar” com o clima de seriedade do público. Nessas horas humoristas e comediantes entram em ação. No Brasil, esses profissionais, por meio de um texto, já divertiram inúmeras gerações. As histórias apresentadas, em cena, fictícias ou verídicas, são redigidas, sempre, com coesão e coerência. Portanto, o roteiro deve ter sentido e mais que isso: entendido por quem o assiste.

Humorista vs. Comediante. O ator e roteirista, Jamerson Andrade, explica que o comediante, ao seu ver, tem mais liberdade para brincar com qualquer tema ou oportunidade, a fim de levar alegria à plateia, assim como o humorista. Só que esse trabalha, também, em cima de textos e direção. “São livres, no entanto, seguem um fio condutor, via texto”.

O que é preciso para ser um bom humorista? “Acredito que eu não tenha esse cacife todo para dizer com precisão (risos). No entanto, tenho certeza de que tudo o que for feito com amor e entregue à verdade, trará um excelente desempenho e um próspero resultado!”, afirma Jamerson..

Vida pessoal como inspiração para a produção de textos. Andrade menciona que, para o comediante, é um “gancho” para levar para o Stand Up. “Os cidadãos costumam rir muito dos próprios erros e desastres, ocorridos na vida real”, analisa.

O trabalho ampliou seu campo de ação. “Atualmente, o humorista se integra em qualquer produto dentro da televisão. Contudo, há 25 anos, pelo menos, era mais difícil sem as inovações da internet e os streamings. Lembro do Zorra Total (TV Globo). Muitos atores/atrizes do programa, puderam, também, fazer novelas. Abriu caminhos para muita gente!”.

Principal desafio hoje, para o comediante. “Provocar o riso, sem sombra de dúvidas”, diz.

Para finalizar, Jamerson cita alguns nomes do humor e da comédia, referências para ele: “O saudoso Chico Anysio. Um cara, eternamente, incrível; todo o elenco do Casseta e Planeta. Tive a honra de dividir o palco com o Hélio de La Peña… Cito, ainda, o grande Cláudio Torres Gonzaga, Paulinho Serra e outros que me inspiram.


Fonte: Rionoticias

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo