Músicas

Flávio Augusto homenageia Carlos Gomes e os 200 anos da Independência do Brasil, quinta-feira, 13/10, no Museu da Justiça

Com entrada gratuita, pianista renomado convida a mezzo-soprano Cíntia Graton e o tenor Geílson Santos para, juntos, apresentarem seleto repertório do célebre compositor patrocinado por Dom Pedro II

Em homenagem aos 200 anos de Independência do Brasil, através do edital Retomada Cultural RJ2, com o apoio institucional do Governo do Estado do Rio de Janeiro e da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, o conceituado pianista Flávio Augusto irá receber no Salão Nobre do Museu da Justiça, quinta-feira, 13 de outubro, às 18:30h, a mezzo-soprano Cíntia Graton e o tenor Geílson Santos. Com produção executiva de David Motta – profissional que vem se destacando em produções de diversos concertos e recitais – o espetáculo “A Música de Carlos Gomes, uma homenagem aos 200 anos da independência do Brasil” vai apresentar obras diversas do nosso célebre compositor – um dos mais importantes na Ópera brasileira, e que teve os seus estudos patrocinados por Dom Pedro II.

Carlos Gomes foi estudar na Europa com apoio pessoal do então Imperador. Além de uma ajuda financeira, o Imperador – extremamente culto e bem relacionado com o meio cultural europeu – abriu caminho para o jovem músico também por meio de cartas de recomendação. A estreia brasileira de sua ópera mais conhecida “Il Guarany”, no mesmo ano da estreia europeia, foi um grande êxito para o império brasileiro, e sua ópera “Lo Schiavo” (O escravo) foi dedicada à princesa Isabel em 1887.

Flávio Augusto

Com mais de duas dezenas de prêmios nacionais e internacionais – em 1988, tornou-se o primeiro brasileiro a conquistar o 1º lugar do Concurso Internacional de Piano “Villa-Lobos”, no Rio de Janeiro – Flávio Augusto nasceu em Poços de Caldas (MG) e iniciou seus estudos de piano aos quatro anos de idade, tendo como professores os pianistas Homero de Magalhães, Gilberto Tinetti e Myrian Dauelsberg. Concluiu os cursos de Bacharelado em Piano e Licenciatura em Música pelo Conservatório Brasileiro de Música do Rio de Janeiro; Pós-Graduação em Filosofia pela Universidade Estadual de Montes Claros, MG; e Mestrado em Piano – Práticas Interpretativas – pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Desde os treze anos têm sido solista das principais orquestras do País, em palcos importantes como os Teatros Municipais do Rio de Janeiro e de São Paulo, a Sala Cecília Meireles do Rio de Janeiro, o Teatro Nacional de Brasília e a Sala São Paulo. No Brasil, já se apresentou em quase todos os Estados, atuando isoladamente ou ao lado de grandes cantores e instrumentistas. No exterior, já se apresentou em importantes salas de concerto dos Estados Unidos, França, Alemanha, Suíça, Itália, Espanha, Portugal, Bélgica, Áustria, Finlândia, Londres , Nova Zelândia, Venezuela, Chile, Paraguai, Guatemala e Costa Rica.

SERVIÇO:

Dia 13/10, quinta-feira – Pianista Flávio Augusto apresenta “A Música de Carlos Gomes, uma homenagem aos 200 anos da independência do Brasil”

*Cíntia Graton (mezzo-soprano); Geílson Santos (tenor)

Local: Museu da Justiça – Salão Nobre

Horário: 18:30h

Endereço: Rua Dom Manoel 29, Centro.

Classificação Etária: livre

Entrada gratuita

Programa:

ANTONIO CARLOS GOMES (1836-1896)

Piano solo: “Mormorio” (Improviso)

“Quilombo” – Quadrilha brasileira sobre motivos negros

“Quadriglia”

Canto e Piano: “La piccola mendicante”

“Povera Bambola”

“Realtà”

“Bella Tosa”

“Lontana”

“Tu M’ami”

“Suspiro d’Alma”

“Mon Bonheur”

“Ave Maria”

“Anália Ingrata”

“Quem Sabe!?”

VAGAS LIMITADAS – GARANTA JÁ O SEU LUGAR!


Fonte: Rionoticias

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo