Músicas

Anna Persia Bastos, designer de interiores,  é uma das profissionais escolhidas para a 1ª edição do Anuário ArchClub 2022

Profissional fala sobre a importância e o aumento na procura por projetos de casas saudáveis e sustentabilidade


Anna Persia Bastos, designer de espaços e dona do studio Persia Interiores
, é uma das mais de 90 profissionais escolhidas para fazer parte da primeira edição do Anuário ArchClub 2022,  como resultado do seu maior prazer, que é projetar espaços que façam a diferença para as pessoas, acreditando que os ambientes que nos cercam nos influenciam a todo o tempo. 
Então, por que não criar espaços que beneficiem a vida, que sejam sustentáveis, inclusivos e que respeitem a diversidade? Este é o seu propósito, transformar a vida das pessoas, levando saúde e melhor qualidade de vida aos moradores. Propósito que levou o studio Persia Interiores ao Archathon Sudeste 2022 , além de ser uma das referências na área.

Materiais utilizados nas construções e durante as reformas, mobiliários, tipos de janelas, objetos e peças de decoração e pequenos hábitos diários podem impactar a vida dentro do lar, adoecendo os moradores.

Então, como fugir de gerar ambientes insalubres e viver numa casa saudável?

O conceito de ‘casa saudável’

O conceito de casa saudável está voltado para criar ambientes que geram saúde para os moradores. Vivemos 90% da nossa vida em espaços construídos e eles são comprovadamente mais poluídos do que os ambientes externos. Neste conceito de projeto, pensamos o espaço como gerador de saúde, então, o que fazer para que ele realmente gere saúde aos moradores ou usuários dos espaços? Pensar em que tipo de mobiliário especificar, tipo de tinta, se o ambiente é banhado por iluminação e ventilação natural, em proteção de espaços de longa permanência … tudo isso faz a diferença na vida das pessoas.

Projetos Saudáveis

Um projeto saudável considera sete pontos imprescindíveis para levar saúde aos moradores e/ou usuários dos espaços: Acústica, iluminação, materiais de limpeza, materiais de construção, poluição eletromagnética, qualidade do ar e da água e exercício e lazer. O ar, a água, a iluminação e a ventilação têm uma importância extrema para o bem-estar e para a saudabilidade dos seres. Não vivemos sem eles e se algum deles for de má qualidade, ficamos doentes.

Os materiais que utilizamos na construção podem gerar contaminação. Uma especificação de tinta que contenha contaminantes pode provocar alergias, dores de cabeça, ausência de respiro de paredes … tudo tendo um impacto na nossa saúde. O mesmo acontece com os produtos de limpeza que utilizamos em casa. Tudo que colocamos no ambiente em que vivemos gera uma reação na nossa vida, podendo ser positiva ou negativa.

Em resumo, o projeto saudável tem como foco a saúde, o bem-estar, proporcionando uma melhor qualidade de vida.

Por que a preocupação com a inclusão e a sustentabilidade?

“Entendo que a inclusão de todos em qualquer espaço é vital. Somos todos diferentes e respeitar esta diversidade é respeitar o outro em sua totalidade. Os espaços precisam ser pensados para todos, de forma a acolher e a dar autonomia a todos que usufruem dele.”

Em relação à sustentabilidade, além de ser um dos pontos levados em consideração quando se trabalha do conceito de casa saudável, também está relacionado ao respeito a todas as coisas. Não podemos pensar que não somos responsáveis por um mundo melhor, uma vida mais salutar.  Acredito que não temos saída a não ser buscar um mundo mais sustentável.

Sustentável no sentido do não desperdício, de não acabar com as fontes naturais que nos foram dadas e estamos exterminando com tudo, de não aceitação ao trabalho escravo e por aí vai. Em todos os meus projetos sempre busco materiais com baixo impacto, que não agridem o meio ambiente, formas de não gerar tanto lixo, de poluir menos o meio ambiente, de reaproveitar o que o cliente tem, repaginando e dando outro valor a peças e mobiliários. É um olhar amoroso pelo que temos e o medo de perder esta riqueza.

Sobre Anna Persia Bastos

Psicóloga de formação (UNESA), sempre teve o olhar voltado para a importância do espaço na constituição do sujeito. Iniciou estudo para Personal Organizer e daí passou para o Design de Interiores. –  Instituto Marangoni Milano – Escola de Design em Design de Interiores para Profissionais . Especialização em Design de Interiores: ambientação e produção de espaço – IPOG . Mestre em Diversidade e Inclusão em conforto ambiental em espaços de inclusão – UFF . Técnico em Design de Interiores – IBDI . Design de Espaços- metodologia MADEIN – Instituto Europeu de Design. Também cursou Neuro Design, Design Biofílico  e Vegan Design. Em junho de 2022, se lançou no mundo das Artes, tendo sua primeira exposição solo, “Reutilizar para Criar – Arte sustentando o Planeta”, com peças autorais que foram criadas com refugo de obra. Para outubro/22, prepara o lançamento do livro “Conforto Ambiental e Educação”.


Prêmios de Sustentabilidade

O GLOBO – Mostra Casa Design 2013
O GLOBO – Mostra Casa Design 2014
Mostra Morar Mais por Menos Rio 2019

Vencedora do 1º concurso cultural Arch club NFD, 2021
Participou da Bienal de Arquitetura de Veneza de 2021, com o projeto Caminho Sensitivo

Prêmios Empresas

Prêmio Gran Awards de Excelência de Qualidade 2014 e Empresa do Ano em Qualidade
Prêmio Excelência Empresarial 2014
Prêmio Quality- Excelência em Qualidade 2014
Prêmio Excelência e Qualidade Brasil 2014

Pacto com a natureza

“A essência dos meus projetos está na busca por uma CASA SAUDÁVEL, tendo como viés a sustentabilidade, sempre com o menor impacto ao meio ambiente, através da reutilização e renovação de materiais e mobiliários de forma criativa”.

Anna Persia Bastos / studio Persia Interiores

Instagram:  @persiainteriores

Facebook:  https://www.facebook.com/persiainteriores

Linkedin:  https://www.linkedin.com/in/anna-persia-bastos-4a971a34/

Twitter:  https://twitter.com/p_persia

Site:  https://www.studiopersiainteriores.com/

Contato (21) 99660-5571

E-mail annapersia@studiopersiainteriores.com

VAGAS LIMITADAS – GARANTA JÁ O SEU LUGAR!




Fonte: Rionoticias

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo