Slide Capa

Quiet Room: O MAC Niterói recebe instalação imersiva que desafia o visitante a se desconectar dos aparelhos celulares.

Em uma sala escura, público entra em contato com sons e projeções interativas de paisagens abstratas, que o conduz a uma experiência de mindfulness (atenção plena)

Já imaginou uma experiência audiovisual absolutamente deslumbrante, e a pessoa sem poder registrar e postar nas redes sociais?! Essa é a proposta da instalação de arte e tecnologia Quiet Room, que abre para visitação do público, no dia 10 de dezembro, sexta, a partir das 10h, no Salão Principal do MAC Niterói. Ela propõe um exercício de introspecção por meio da desconexão da internet e dos dispositivos “smart”. O objetivo é que, ao menos por alguns minutos, os visitantes desliguem-se das redes e mergulhem no momento.

Para participar da experiência, o primeiro passo é colocar o telefone celular no bolso. Depois, o visitante é convidado a entrar em uma sala escura, na qual, ao longo de 8 minutos, se conectará com sons e projeções interativas de paisagens, que proporcionam uma experiência de mindfulness (estar totalmente presente no momento).

Com cinco metros de largura, quatro de altura, e 10 de profundidade, a instalação é cercada de recursos tecnológicos, como sensores que captam a movimentação dos participantes à distância. Desde a sua concepção, Quiet Room previa a interação sem necessidade de contato físico e, com a pandemia, novas medidas foram adotadas, como cortina de tecido, tratamento antibacteriano e equipamentos de filtragem do ar. Há também limitação de 8 pessoas por sessão, respeitando o distanciamento social.

Conexão constante pode ter relação com níveis de ansiedade

A hiperconexão é um termo que, apesar de não oficial, remete à necessidade constante de acesso à internet. E nem é preciso recorrer a estudos ou estatísticas para constatar que grande parte das pessoas passa o dia todo conectada a sites, aplicativos de mensagem e redes sociais. O problema, segundo profissionais de saúde mental, é que este comportamento tem ajudado a aumentar os níveis de ansiedade da população, uma vez que o tempo parece ganhar outra velocidade em ambiente virtual. Nesse sentido, ‘dar um tempo’ pode ser um passo importante para evitar ou diminuir os sintomas do transtorno.

Sensações

Felipe Reif, fundador da Deeplab Project, responsável pela concepção da instalação em colaboração com o artista francês Parse/Error e a especialista em mindfulness Regina Giannetti, conta que o trabalho envolveu diversos testes e neles foi possível observar como ‘se desligar do mundo’ pode ser mais difícil do que parece. “No início da experiência, que é menos visual, os visitantes sentiam falta da recompensa que o cérebro fornece quando acessamos nossos celulares. Porém, na medida em que a experiência evolui a sensação de ansiedade diminui e percebemos uma quietude absoluta na sala”, revela.

“Mindfulness é o estado de consciência que surge quando focalizamos a atenção no aqui – agora. A instalação convida à experiência desse estado por meio da respiração, de movimentos e da interação com o ambiente. Convida também à reflexão do quanto estamos alheios ao que nos cerca enquanto a mente viaja para o futuro, passado ou outro lugar. E é no presente que a vida realmente acontece”, avalia Regina Giannetti, instrutora de mindfulness e podcaster do Autoconsciente.

Apesar de entender a proposta de Quiet Room, as pessoas que participaram dos testes sempre pediam para repetir a experiência, com o intuito de fotografar e filmar as projeções. “Todos os participantes solicitaram uma segunda sessão para que pudessem registrar as paisagens com seus telefones celulares. Foi decidido, então, adicionar dois minutos livres no final da experiência. Nos vimos num paradoxo diante desses pedidos, mas encontramos paz no equilíbrio”, avalia Felipe.

Quiet Room faz parte de uma série de quatro experiências autorais propostas pela Deeplab Project, sobre temas relevantes da sociedade por meio de instalações que misturam arquitetura, design e tecnologia. Redes sociais, interação do Homem com o ambiente e conexões humanas são interpretados pelo estúdio em exposições itinerantes que percorrem o país nos mais diversos espaços culturais.

Reflexão

Segundo Steffen Dauelsberg, CEO da Dellarte Soluções Culturais, responsável pela co-produção da instalação em parceria com a Metaverse Agency e a empresa Deeplab Project, Quiet Room sugere uma importante reflexão sobre hiperconexão, mas de uma forma leve e única. “Além de entretenimento, a experiência proporciona uma reflexão importante sobre essa necessidade de estarmos conectados o tempo todo, motivo pelo qual nos interessamos em produzir a instalação. As características tecnológicas e que respeitam esse momento de pandemia também contribuiu na escolha do projeto”, aponta CEO da Dellarte. 

Quiet Room tem patrocínio master do Governo do Estado do Rio de Janeiro , Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e Enel Distribuição Rio. Criada pela Deeplab Project e realizada pela Dellarte Soluções Culturais.

Sobre O MAC Niterói

O Museu de Arte Contemporânea de Niterói é um museu de arte contemporânea brasileira, localizado na cidade de Niterói, no Rio de Janeiro. A obra foi inaugurada no dia 2 de setembro de 1996. Projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, o MAC tornou-se um dos cartões-postais de Niterói.

Sobre aDellarte  

Produtora de soluções culturais, a Dellarte atua em parceria há 40 anos com os setores público e privado, realizando a consultoria, curadoria e coordenação de grandes eventos de arte, festivais de música, projetos educacionais e digitais. Reconhecida como uma das maiores produtoras da América Latina, vem realizando, nos últimos anos, projetos de tecnologia, streaming e redes digitais com a criação do Digital Dellarte.

Sobre a Deeplab 

DEEPLAB PROJECT é um estúdio colaborativo que combina inovação, design e tecnologia, criando experiências digitais em escala de arquitetura. Fundado por Felipe Reif e Marcelo Pontes, tem sede no Rio de Janeiro e escritório em São Paulo, desenvolveu experiências para diversos clientes como Museu do Amanhã, Sesc, Oi e H-Stern. 

Metaverse Agency

Com múltiplas experiências no desenvolvimento de projetos no Brasil e exterior, realizou exposições em galerias e instituições culturais dos Estados Unidos, Alemanha, Espanha e em Londres . Fundou e administrou a Kunst, galeria com acervo de artistas brasileiros. Atualmente foca sua expertise em projetos de arte e tecnologia em parceria com a Dellarte Soluções Culturais. 

Sobre Regina Giannetti

Regina Giannetti é criadora do Programa Você Mais Centrado e do Podcast AUTOCONSCIENTE (rede B9 de podcasts) sobre autoconhecimento, saúde mental e vida interior, listado entre os três melhores podcasts brasileiros pelo Prêmio iBest 2020. Atuando como facilitadora de autogerenciamento, tem formação profissional como instrutora de mindfulness pelo Centro Mente Aberta da Universidade Federal de São Paulo. Com 35 anos de vida profissional, formada em Jornalismo pela Universidade de São Paulo, fez carreira executiva na Editora Abril. Tem trabalhos realizados para organizações como Petrobras, Gerdau, Boeringer Ingelheim, Bayer, Red Bull, Husqvarna, Totvs e Libbs Farma, entre outras.

Sobre a Enel Distribuição Rio

A Enel Distribuição Rio, subsidiária da multinacional italiana Enel, atende 66 municípios do estado do Rio de Janeiro, abrangendo 73% do território estadual, com cobertura de uma área de 32.188 km². A Região Metropolitana de Niterói e São Gonçalo e os municípios de Itaboraí e Magé representam a maior concentração do total de 2,7 milhões de clientes atendidos pela companhia. A estratégia de atuação da Enel é baseada no seu Plano de Sustentabilidade e nos compromissos assumidos com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU.

Protocolos sanitários:

Todos os protocolos sanitários serão seguidos, como a obrigatoriedade do uso de máscaras. Com base no decreto municipal nº 14.141/2021 e no plano Novo Normal da Prefeitura de Niterói, a Secretaria das Culturas e a Fundação de Arte de Niterói estabeleceram novas normas para o funcionamento dos equipamentos culturais da cidade.

Desde de 1º/10/2021 é necessário apresentar comprovante de vacinação contra a COVID-19 em dia, para entrar nos equipamentos culturais de Niterói. O comprovante de vacinação pode ser apresentado no formato impresso ou digital e deve ser acompanhado de um documento com foto.

SERVIÇO:

Exposição: Quiet Room

Abertura: 10 de dezembro, sexta.

Horário: a partir das 10h

Período: de 10 a 30 de dezembro de 2021

Visitação: de terça a domingo, das 10h às 18h

Local: MAC Niterói

Endereço: Mirante da Boa Viagem, sem número

Ingresso: R$ 12 (inteira). R$ 6 (meia-entrada) – Têm direito à meia-entrada idosos a partir de 60 anos, jovens de baixa renda com idade entre 15 e 29 anos inscritos no CadÚnico, estudantes de escolas particulares, universitários e professores. É exigida a comprovação do direito ao benefício na bilheteria do museu.

Entrada gratuita para estudantes da rede pública (ensino médio), crianças de até 7 anos, portadores de necessidades especiais, moradores ou nascidos em Niterói (com apresentação do comprovante de residência) e visitantes de bicicleta. Na quarta-feira, a entrada é gratuita para todos.

Venda: pelo site da sympla ou na bilheteria do Museu. A entrada ao Museu deve ser feita até as 17h30.

Natal e Réveillon: O museu estará fechado (galerias internas e pátio), nos dias 24 e 25 de dezembro e de 31 de dezembro de 2021 a 3 de janeiro de 2022.

Informações: (21) 2722-1543 |  facebook.com/macniteroi.oficial | @macniteroi

Fonte: Flávia Tenório / LEAD Comunicação 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo