Cultura

Evento combate a INTOLERÂNCIA RELIGIOSA e o RACISMO em São Gonçalo.

Procurando minimizar as sequelas dos sobreviventes da COVID-19, e também o quadro de intolerância religiosa, racismo e principalmente violência contra a mulher, o Afrikerança projeto do grupo Matriarcado Ancestral do Brasil, fará no próximo dia 10, no Centro Cultural Joaquim Lavoura, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio de Janeiro . Das 10h às 18h, os frequentadores terão um dia cheio de Cultura, Artes e significados,  com culto inter-religioso com padre, pastor, iyalorisás e sacerdote indígena.

Salvaguardando a resistência e as tradições que os antepassadas tiveram na diáspora, as matriarcas, que são as mulheres que ficaram no comando religioso de matriz africano,  e que foram trazidas ao Brasil como escravizadas, e formaram o pilar da resistência, criando Irmandades, iniciando os primeiros Candomblés na Bahia. “Nos reunimos neste momento de tantas perdas à Grande Mãe Terra – assim como todas as mães – que precisam de grandes quantidades de bênçãos em forma de amor, acolhimento, troca de saberes e energia vital” aponta a  Ìyálode Ojéwunmi Rosângela D’Yewa, idealizadora e coordenora do evento.

Neste dia a meta é desenvolver um novo comportamento psicossocial pós-crise pandêmica, a partir de saberes e diversidades de conhecimentos ancestrais, valorizando o papel da mulher, mãe biológica ou não, neste momento  onde a sororidade e a solidariedade são a base da reconstrução de uma nova realidade.

Dentre as atividades destaca-se as das casas religiosas envolvidas no projeto, em que pessoas serão capacitadas por meio de oficinas como a de Diversidade de Saberes, e promoverá também a reeducação ambiental, a desconstrução de preconceitos raciais, religiosos e de gênero. O poder maternal do amor incondicional apoiará socialmente às famílias atingidas pela Covid-19, com dinâmicas de grupo, mediadas por pedagogas e psicólogas.

SOBRE O EVENTO

Um dia com barracas de comidas típicas, artesanato, palestra “O que é Matriarcado?”, roda de conversa, entrega das moções, apresentação do projeto “Afrikerança”, apresentação de Jongo, Culto Inter-religioso com Padre, Pastor e Sacerdote Indígena, e fechando com o Candomblé em Celebração à vida orquestrado pelas Matriarcas. Confira a programação:

10h – Recepção das matriarcas com a entrega dos kits e identificações.

11h – Momento de oração e saudação à grande Mãe Terra.

11h20 – apresentação do matriarcado africano: A presença e a importância dos Valores Matriarcas para a Educação – Ajoie Alexia.

12h30 – Pausa para almoço, que será comprado nas barracas de comidas típicas.

13h30 – Apresentação do Grupo de Jongo Eledá.

14h – Presidente do Conselho de Igualdade Racial de São Gonçalo, Ilmo. Sr Luís Backer.

14h30 – Vídeo de apresentação do Projeto Afrikerança.

15h – Entrega das Moções às Matriarcas.

16h – Culto Inter-religioso, com padre, pastor e sacerdote indígena.

17h- Candomblé em Celebração à vida Orquestrado pelas Matriarcas.

19h – Encerramento.

SERVIÇO

O evento “Afrikerança – Matriarcado Ancestral Do Brasil” acontece dia 10 de Outubro, no Centro Cultural Joaquim Lavoura (Avenida Presidente Kennedy 721, Centro, São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio de Janeiro) das 10h às 18h. Entrada gratuita. 

Os protocolos da OMS contra a COVID-19 serão rigorosamente cumpridas com o distanciamento social, limitação de público e uso obrigatório de máscara e distribuição de álcool em gel. 

Para saber mais, siga nas redes sociais da Iyalodé Rosângela : (https://www.facebook.com/iyalodeojewunmirosangeladyewa).

Fonte: Tássia di Carvalho / Agência Is

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo