Esportes

Tenista de comunidade carente do Rio de Janeiro avança no 2º torneio profissional da Tennis Route, no Rio de Janeiro

Natural da comunidade da Gardênia Azul, na Zona Oeste do Rio de Janeiro , Christian Oliveira tem pontos no ranking mundial da ATP e vem lutando por um lugar ao sol no esporte. Teve voltar de sua base da Itália no meio da pandemia e ficará na capital carioca até o fim do ano. 2º torneio profissional da Tennis Route segue até o final de semana com premiação acima dos R$ 6 mil

Christian Oliveira na Tennis Route  / Crédito: Divulgação -Tennis Route

Muito se fala que o tênis é um esporte para as camadas mais privilegiadas da sociedade. Mas Christian Oliveira e sua família são as provas que o esporte é inclusivo e dá excelentes oportunidades.


O jovem de 20 anos soma quatro pontos no ranking mundial da ATP e vem buscando o sucesso no esporte mesmo com suas raízes humildes. Ele nasceu e ainda mora na comunidade da Gardênia Azul, situada às margens da Av. Ayrton Senna, na Zona Oeste do Rio de Janeiro e esta semana está disputando o 2º torneio profissional da Tennis Route, academia situada no Recreio dos Bandeirantes, onde também treina.


Christian, que foi campeão Brasileiro aos 16 anos, superou nesta terça-feira Gustavo Parise por 6/0 6/3 e buscará vaga nas quartas de final nesta quarta-feira contra João Fonseca. 
Oliveira é filho de Glaucier Oliveira, mais conhecido como Pará, professor de tênis oriundo da Rocinha, que treinou no início da carreira o multicampeão de Grand Slams, Bruno Soares. Christian vem tentando vencer no esporte como fez seu pai e vem fazendo seu irmão Patrick que recentemente se formou na universidade americana na Geórgia com bolsa integral por conta do tênis.


O tênis já trouxe grandes experiências a Christian. Além de disputar campeonatos fora do país, chegou a passar um período treinando na Espanha e mais recentemente estava na Itália treinando na Accademia del Tennis, em Villa San Giovanni, no sul do país. Por conta da pandemia e para resolver questões burocráticas, precisou retornar ao Rio de Janeiro.
“As coisas sempre foram mais difíceis para mim pois o tênis ainda é um esporte de elite, mas nunca me incomodei com isso, sempre busquei dar o meu melhor todos os dias e hoje estou feliz pois estou em um excelente lugar na Europa e com mais oportunidades de jogar torneios”, disse Oliveira que estará na Tennis Route se preparando para retomar o circuito internacional até pelo menos o final do ano.Seu retorno para a Itália deve ocorrer no começo de 2021. 


Ele precisou ficar três meses trancado em casa durante o pico da pandemia na Itália que foi um dos países mais atingidos da Europa: “Fiquei isolado sem minha família, três meses trancado. No sul a situação não estava tão ruim como no norte da Itália, mas mesmo assim ninguém podia sair de casa. Mas também ajudou a fortalecer meu mental, busquei aprender coisas novas em casa e tentei tirar proveito e aprendizado disso. Agora os torneios estão retornando e estou empolgado”, apontou o jogador que precisou a voltar ao Rio de Janeiro para resolver questões de documentação e está morando na Gardênia Azul.


A quarta-feira vai definir os classificados para as quartas de final do 2º torneio profissional da Tennis Route. Além de Christian, João Pedro Sorgi, ex-top 8 do mundo juvenil, é outro destaque. O atleta de Sertãozinho (SP), que veio de sua base em Itajaí (SC), enfrenta o atleta da Tennis Route, Daniel Szuczpak. 
Os quatro principais favoritos, Guilherme Clezar, 268 do mundo e quarto do Brasil, Pedro Sakamoto, 296º colocado e sexto do país, Christian Lindell, campeão do primeiro torneio e terceiro cabeça, e Wilson Leite, quarto pré-classificado, esperam rivais nas quartas após saírem adiantados na chave. Eles estreiam apenas na quinta-feira.


A chave feminina segue após a primeira rodada realizada nesta terça-feira. O torneio está em formato de três grupos com três tenistas com todas jogando contra todas com final prevista para o sábado. Nas duplas do masculino, o 93 do mundo e quarto do Brasil, Fernando Romboli, e o parceiro Clezar aguardam rivais que devem sair apenas na quinta-feira. 
A quarta-feira tem prevista onze partidas largando às 10h.  
A segunda semana de torneios da Tennis Route distribui mais de R$ 6 mil e tem o patrocínio da CPR Med.

Fonte: Gallas Press

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo